Aprovado projeto que propõe espaços de compartilhamento de livros


A Câmara Municipal aprovou o projeto de indicação de Gilmar que propõe a criação de espaços nas praças públicas de Salvador para o compartilhamento de livros de forma voluntária e gratuita, visando incentivar o hábito da leitura. Caberá à administração municipal implantar estruturas que permitam a preservação dos livros, colocando-as à disposição da sociedade para empréstimo.

Pelo projeto, os usuários terão a obrigação de devolver os livros em prazo determinado, de modo que outros também possam usufruir do benefício; os cidadãos interessados poderão doar livros para o programa; e ficará a cargo da Secretaria Municipal de Educação a responsabilidade em recolher as doações, elaborar campanhas de incentivo à leitura, preservação e devolução dos livros.

Nos pontos de ônibus de Brasília existem espaços disponibilizados pelo Governo do Distrito Federal para compartilhamento de livros. Em São Paulo, Cuiabá, Porto Alegre e Belo Horizonte a iniciativa foi da sociedade civil. Em Salvador, a “Catucana” de Carlinhos Boca, no Arraial do Retiro, abusou da criatividade ao transformar uma velha geladeira em estante coletiva.

Post em destaque
Postagens recentes