A classe trabalhadora não admitirá retrocessos


No Farol da Barra, onde participou do ato de comemoração ao Dia do Trabalhador, em defesa da democracia e das políticas sociais, o vereador Gilmar Santiago (PT) afirmou que o 1º de Maio é um dia de luta e de reflexão sobre a ameaça às instituições. “A classe trabalhadora não admite retrocesso nas conquistas obtidas ao longo dos últimos 14 anos, como o reajuste do salário mínimo com ganho real, como nos acordos coletivos de trabalho, o fato de os filhos da classe trabalhadora hoje colocarem seus filhos nas universidades públicas e privadas por causa das políticas de cotas, do Prouni e do FIES, entre tantas outras conquistas ameaçadas com um eventual governo Michel Temer”, disse o vereador.

Post em destaque
Postagens recentes