Seminário na Câmara pauta o sagrado e os ensinos acadêmicos


A Câmara Municipal de Salvador deu início, na tarde desta terça-feira (26), com o seminário “O sagrado sob a perspectiva acadêmica e religiosa”, às homenagens ao centenário do Tata do Terreiro Tumba Junsara, Esmeraldo Emetério de Santana, o “Seu Benzinho”. A celebração ao religioso realizada no Centro Cultural, requerida pelo vereador Gilmar Santiago (PT), terá continuidade nesta quarta-feira (27), com uma sessão especial, às 18h, no Plenário Cosme de Farias.

Propositor dos eventos, o vereador Gilmar Santiago destaca a importância da valorização à diversidade religiosa. “Fico honrado em ver o nosso mandato servindo para abrir as portas da Casa para ensinamentos significativos para a nossa civilização”, disse Gilmar, ressaltando que outras homenagens serão prestadas a “Seu Benzinho” ao longo do ano.

O Tata do Terreiro Tumba Junsara, localizado no Engenho Velho de Brotas, completaria 101 anos de idade no último dia 3 de março. Por uma década presidiu a Federação Baiana do Culto Afro-Brasileiro.

O seminário “O sagrado sob a perspectiva acadêmica e religiosa” apresentou, no auditório do Centro Cultural da Câmara, um ciclo de palestras proferidas por acadêmicos, sacerdotes e sacerdotisas do candomblé. Professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Yeda Pessoa Castro destacou a importância da linguagem nas religiões de matriz africana. “São religiões orais que não têm bíblia, onde as palavras são muito importantes”, frisou, associando à capacidade comunicativa de “Seu Benzinho”.

Já a professora da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Vanda Machado, falou sobre o papel da religião como meio de consciência cultural. “O sagrado me fez compreender e empreender a minha entrada na Academia”, revelou. Utilizando-se de um provérbio africano, Vanda ressaltou a figura de “Seu Benzinho” para os adeptos do candomblé em Salvador. “Quando um velho morre, uma biblioteca inteira se incendeia. Mas, no caso de ‘Seu Benzinho’, a biblioteca não foi incendiada. Basta observar quantas pessoas seguem seus ensinamentos até hoje”, pontuou.

O seminário contou ainda com as palestras do historiador Jaime Sodré; o Tata Anselmo Santos Minatoji, do Terreiro Mukambo; Makota Valdina, do Tanuri Junsara; e André Luiz Nascimento Santos, do Terreiro Oxumaré. A vice-prefeita Célia Sacramento também prestigiou o evento.

Post em destaque
Postagens recentes