ACM Neto insiste em um modelo de patrocínio condenado pelo povo


A insistência do prefeito ACM Neto (DEM) em defender um modelo de patrocínio do carnaval que estabelece a obrigatoriedade de venda e consumo de uma determinada marca de cerveja nas ruas dos circuitos de Salvador é, na opinião do vereador Gilmar Santiago (PT), a confirmação de esta é uma gestão autoritária, antipopular e contraditória.


"O prefeito insiste em um modelo condenado pelo povo, um modelo que fere a livre concorrência tão defendida pelos neoliberais do partido dito Democratas, viola as liberdades individuais e massacra os ambulantes", critica Gilmar.


Ele acha lamentável que em vez de dialogar com pais e mães de família que tiram do comércio ambulante de cerveja o seu sustento, o prefeito prefira usar a agressão verbal, chamando-os de "baderneiros", e a violência física, com a truculência da Guarda Municipal. "É um jovem com ideias antigas, com linguagem e ações da época da ditadura", finaliza.

Post em destaque
Postagens recentes