Discurso do prefeito está desconectado da realidade de Salvador


Um discurso de quem está desconectado com a Salvador real, com o dia-a-dia dos moradores da cidade. Assim o vereador Gilmar Santiago (PT) definiu a mensagem do prefeito ACM Neto (DEM) lida na reabertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Salvador, terça-feira (2).


“É uma Salvador que só existe na cabeça, nas promessas e na propaganda ufanista do prefeito. Como se não bastasse, ao mesmo tempo em que ataca, ele ponga ou tenta pongar em obras os governos estadual e federal”, completou Gilmar.


O vereador lembra ainda que “entregar uma Salvador melhor, ou muito melhor do que recebeu” não deve ser uma tarefa das mais difíceis, tal o estado de abandono da cidade, que só não era pior graças às ações de mobilidade e os equipamentos implementados pelo governo do Estado.


Gilmar enumera o que considera incongruências e inconsistências no discurso do prefeito:


Recessão e corrupção no país - esquece que no governo dele aconteceram várias denúncias de corrupção, como os casos de Paupério e Tiago, exonerados pelo próprio prefeito;

Promessas não cumpridas - Hospital Municipal, Centro Administrativo Municipal, Maternidade;

Metrô - tenta capitalizar a obra feita pelo ex-governador Jaques Wagner e pelo atual, Rui Costa, falando de isenção da obra aprovada pela Câmara. Mas atrasou a obra com a demora dos alvarás;

Ônibus - fala de renovação de frota e de conforto para usuários, desmentida pela realidade dos ônibus velhos reformados e sem ar condicionado (outra promessa não cumprida);

Educação – Salvador tem péssimo desempenho no Índice de Educação Básica (Ideb) e em três anos teve três secretários da pasta;

Creches - o programa Primeiro Passo é uma fraude. Promete dobrar o número de vagas mais esquece que em três anos não construiu Creches e dispensou recursos federais alegando não ter terrenos para construir nos padrões exigidos;

Saúde - fala que tinha 18% de cobertura e agora quase 50%, mas é inferior a 40% e, ainda assim, porque fez uma manobra com remanejamento de agentes de Saúde. Mesmo com postos construídos, em sua grande maioria, com recursos federais, é uma das piores atenções básicas entre as capitais do Nordeste;

Orla - uma obra apelidada de o "Clone", pois é uma padronização que não potencializa a beleza natural de nossa orla e é desproporcional o valor investido na orla atlântica com relação a orla da Baía de Todos-os-Santos;

Encostas - disse que investiu “milhões” em obras e esqueceu que 22 pessoas morreram com as chuvas em 2015;

Cidade de Plástico - promete revitalizar e até agora nada da obra de Revitalização da orla de Itacaranha, onde foram gastos R$ 1 milhão no projeto;

Meio Ambiente - fala que plantou 40 mil árvores, mas esqueceu das milhares que foram exterminadas;

Iluminação e coleta – a periferia continua às escuras e com acúmulo de lixo

Impostos – mentiu ao dizer que não aumentou impostos. Aumentou o IPTU e cobra o ITIV antecipadamente.

Post em destaque
Postagens recentes