Câmara Municipal aprova três emendas de Gilmar ao Plano de Meio Ambiente


Três emendas do vereador Gilmar Santiago (PT) foram incluídas no projeto do Executivo que estabelece a Política de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Salvador, aprovado na sessão desta terça-feira (18). Uma torna obrigatório o ensino da matéria Educação Ambiental na rede pública municipal de ensino; outra insere um representante das universidades no Conselho Municipal de Meio Ambiente; e a terceira estabelece o prazo de cinco anos de vigência das licenças ambientais.


“O ensino obrigatório da disciplina Educação Ambiental é o primeiro passo para preparar futuros cidadãos conscientes da necessidade de preservação do meio ambiente, a representação universitária abre espaço para pesquisadores especialistas no assunto e o prazo das licenças, antes de dois anos, é equiparado ao do Estado”, justificou Gilmar.


O vereador petista lamentou a não-aprovação de uma terceira emenda, que destinava 1% do orçamento da coleta de lixo para as cooperativas de catadores. “A justificativa da bancada do prefeito foi de que se trata de matéria orçamentária e de exclusiva competência do Poder Executivo. Mas, houve o compromisso do vereador Leo Prates (DEM) de ser feito um projeto de indicação, neste sentido”, disse Gilmar.

Post em destaque
Postagens recentes