Acompanhados por Gilmar, monitores da Fundac são recebidos por Josias Gomes


Acompanhados pelo vereador Gilmar Santiago (PT), sócio-educadores (monitores) da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) conversaram, sexta-feira (7), com o secretário estadual de Relações Institucionais, Josias Gomes, sobre a situação da categoria. “A nossa luta não é contra o governo que elegemos, é para melhorar a instituição”, disse o monitor Rogério Bomfim.


Problemas como horas-extras, instalações para os sócio-educadores e menores e pessoal insuficiente para monitorar os internos foram colocados ao secretário, que se prontificou a mediar uma reunião com o secretário de Justiça, Geraldo Reis, e a diretora-geral da Fundac, Regina Affonso.


“O secretário abriu um espaço de interlocução, em busca de uma solução que contemple os agentes e aperfeiçoe a Fundação”, falou Gilmar. “A gestão desconhece a situação, porque os Sindicatos não informam”, afirmou Robson Guimarães, criticando o fato de várias entidades se dizerem representantes dos sócio-educadores da Fundac.

A Fundac tem unidades em Salvador, Feira de Santana, Camaçari e Simões Filho. Os sócio-educadores, também chamados de monitores e de agentes de segurança do sistema socioeducativo, são o primeiro contato dos internos. Todas as reclamações dos menores são feitas a eles. Na última rebelião, acontecida em 2006, os agentes sofreram diversas violências.


Além de Rogério e Robson, participaram da reunião com Josias Gomes os monitores Luciano de Souza e Marília Amaral. Os quatro integram uma comissão que pretende formar a Associação de Servidores do Sistema Socioeducativo da Bahia (Asseba).

Post em destaque
Postagens recentes