Caso Le Vue: Geddel recua e diz que seu foco não é vereador


Geddel recua.png

A construção do polêmico prédio Le Vue na Ladeira da Barra segue rendendo no meio político e imobiliário da capital baiana. Após vereadores ameaçarem convidar o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, para prestar esclarecimentos no Legislativo soteropolitano por ter dito que os legisladores são assediados pelo banqueiro Marcos Mariani, o peemedebista voltou atrás. Em seu perfil na rede social Twitter, o presidente do PMDB baiano disse que seu foco não é vereadores, mas “banqueiro que, para preservar seus privilégios, tenta por em risco empregos em Salvador”.

A polêmica toda gira em torno do prédio Le Vue em construção na Ladeira da Barra, onde o empreendimento liberado pelos órgãos responsáveis deve “fechar” a vista de um imóvel pertencente à família do banqueiro. Mariani estaria, segundo o peemdebista, “assediando” vereadores. “O banqueiro Marcos Marianni está assediando vereadores, pois ele se acha o dono da Lad da Barra”, disse nessa sexta-feira (10). Após essa declaração, Gilmar Santiago e Arnando Lessa, vereadores pelo PT, decidiram procurar o jurídico da Câmara para que convocasse Geddel para dar “nomes aos bois” e explicar as relações que possui com o empreendimento alvo de críticas pela oposição na Casa Legislativa.

Post em destaque
Postagens recentes