Sindicato é contrário à abertura de capital da Embasa: 'Acionistas só querem lucro'

danilo sindae.jpg
O coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (Sindae), Danilo Assunção, pretende entregar um documento ao governador Rui Costa (PT) sobre a manutenção da política de saneamento do Estado, durante a assinatura da ordem de serviço da linha 2 do metrô da capital baiana, nesta quinta-feira (5). Além disso, o Sindae pretende que a Cerb e a Embasa continuem sendo empresas públicas, não abrindo capital ou fazendo Parcerias Público-Privadas (PPP). “Temos informações oriundas da Sedur de que já havia estudos sobre PPP dentro da Embasa e nós estamos nos antevendo a essa posição. Iremos pra cima do governo se necessário. A Embasa é uma empresa sustentável e capta recursos do governo federal. Quando você abre capital, é claro que acionistas vão querer lucro, não vão querer o bem da população, investir na população de baixa renda ou nas tarifas sociais, mas sim onde vão ter lucro”, atacou Assunção. O sindicato também se posicionou de forma contrária ao costume de transformar as estatais em cabides de empregos, defendendo que servidores de carreira e comprometidos com as políticas do estado ocupem os cargos de comando. De acordo com ele, o documento já foi protocolado na governadoria e apresentado a secretários próximos a Rui.

Post em destaque
Postagens recentes